RESENHAS

setembro 20th, 2017

Busca Alucinante

More articles by »
Written by: Flávio Junio
abandoned_poster_010

Busca Alucinante , o último filme estrelado por Brittany Murphy , tem elementos muito parecidos com Plano de Vôo, com Jodie Foster. Troque o interior do airbus pelas dependências de um hospital – e no lugar da filha da personagem de Foster , entra o namorado da mulher interpretada por Murphy. Tudo muito idêntico.Neste novo suspense – Mary (Brittany Murphy) – uma jovem bancária – leva seu namorado (Dean Cain, de “Lois e Clark” ) para fazer uma cirurgia ortopédica num famoso hospital da cidade. Depois de deixá-lo num quarto, a moça se ausenta por alguns minutos e assim que retorna constata que o rapaz desapareceu do nada. Após estabelecer contato com a administração , Mary descobre que não há registro de entrada de nenhum paciente com o nome do jovem e que ninguém o viu entrar ou sair.


Todos começam a pensar que a protagonista esteja louca e ficam mais convictos ainda quando descobrem que ela toma anti-depressivos. O único que posteriormente fica ao lado dela é o policial responsável pelo caso do desaparecimento – e é justamente ele quem vai descobrir toda a trama arquitetada dentro das paredes do hospital.

Lá pela terceiro ato conhecemos toda a verdade. 

Como suspense, Busca Alucinante até que funciona, tem claros clichês e fórmulas pra lá de batidas – mas prende a atenção. Em contrapartida, é possível prever o final lá pelos cinco minutos iniciais de exibição.

Acredito que o mais grave no longa é o seu trailer, que praticamente revela toda a história do filme , até mesmo aquilo que teoricamente deveria ser mantido em segredo.

Britanny – em boa atuação em detrimento do material – está incrivelmente muito magra e com um aspecto exageradamente abatido – mesmo que sua personagem exija , houve um excesso ali. O curioso é que o estado de espírito da personagem parece ser o mesmo da atriz pouco tempo antes de morrer. Mary é extremante introspectiva e vê na relação com o namorado um refúgio para lidar com seus problemas emocionais. Segundo relatos – Britanny nos últimos dias de sua vida também estava ingerindo medicamentos para lidar com uma persistente depressão.

A perda desta jovem e promissora atriz foi realmente lamentável. Murphy não deixou um legado memorável no cinema, porém acredito que ela poderia ir longe na carreira. Infelizmente seu último filme foi esse longa que não valoriza seu potencial nato para atuar.
De qualquer maneira vale a pena conferir a última perfomance de Britanny Murphy.


About the Author

Flávio Junio
Flávio Junio é bacharel em Teologia, professor e profissional da Secretaria de Educação de Minas Gerais. Ex-aluno do curso Teologia, Crítica e Linguagem Cinematográfica, ministrado pelo crítico de cinema Pablo Villaça, há doze anos integra o coral gospel Kerygma da Igreja Batista da Lagoinha.




2 Comments


  1. Nossa… triste que o ultimo trabalho dela tenha sido assim… adoro os dramas dela, em especial Pequena menina grande mulher.


  2. Luciana

    Brittany sempre estara em nossos coraçoes esta ao lado de Deus querida, sua morte prematura foi muito lamentavel.Descansa em paz.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *