CinePerfil

julho 26th, 2017

CinePerfil — Bette Davis

More articles by »
Written by: Flávio Junio
Tags:,
Bette-Davis-bette-davis-229521_1024_768

Eleita pelo  American Film Institute como uma das 25 maiores atrizes de todos os tempos, Bette Davis é uma verdadeira lenda do cinema que ganhou fama por seu incrível talento e por seu comportamento um tanto áspero nos sets.

Ruth Elizabeth Davis nasceu em Lowell,  Massachusetts, filha de uma dona de casa e de um advogado, já aos sete anos sofreu com a separação dos pais e foi criada pela mãe que se mudou com Betty e Barbara, a filha mais nova,  para Nova York. Incentivada pela mãe decidiu investir na carreira de atriz matriculando-se na John Murray Anderson School of Theatre, onde estudou interpretação e dança. Suas primeiras oportunidades na arte de interpretar surgiram na Broadway, com pequenos papéis a principio, que lhe renderam um convite para um teste em Hollywood.

Bette não conquistou de imediato os grandes executivos da Universal, seus primeiros empregadores, mas eles lhe deram uma pequena participação em Garota Rebelde (The Bad Sister) — de Hobart Henley. Depois de alguns filmes sem grande repercussão saiu da Universal e foi  para Warner Bros., onde enfim sua carreira decolou. Na pele da atriz com comportamentos  autodestrutivos em Perigosa (Dangerous), dirigido porAlfred E. Green, conquistou sua primeira estatueta do Oscar, provando para os engravatados da Universal que outrora investiram nela que tal ação não foi um equívoco. A atriz viria a ser novamente agraciada com um prêmio da Academia, entidade da qual futuramente se tornaria presidente, por seu desempenho em Jezebel, de William Wyler. Na produção, Bette Davis interpreta uma jovem aristocrata que escandaliza a sociedade por uma decisão inusitada.

Davis é uma das recordistas em indicações ao Oscar, dez no total, e de matrimônios, tendo se casado quatro vezes e se divorciado na mesma proporção.

Na década de cinquenta sua carreira entrou em declínio — com filmes de pouco sucesso e público, mas ainda sendo um nome influente na indústria americana. Na virada dos anos setenta e durante boa parte dos anos oitenta, fez uma série de produções televisivas, dentre elas A Madrasta (Wicked Stepmother), seu último longa, no qual faz uma breve aparição, que segundo rumores foi abreviada por suas brigas com a produção.

Bette Davis faleceu em 1989 aos 81 anos vítima de um câncer de mama, deixando como legado uma legião de fãs e apreciadores da arte. Sua postura  — arrogante para uns, magnânima para outros – ficou na memória juntamente com uma bagagem de trabalhos formidáveis que jamais serão esquecidos.

Frases de  Bette Davis

“Havia muito melhores interpretações nas festas de Hollywood do que jamais houve nas telas de cinema.”

“Hoje em dia todo mundo é estrela. São sempre creditados como ‘estrelando’ ou ‘também estrelando’. Na minha época esse título era algo a se conquistar.”


About the Author

Flávio Junio
Flávio Junio é bacharel em Teologia, professor e profissional da Secretaria de Educação de Minas Gerais. Ex-aluno do curso Teologia, Crítica e Linguagem Cinematográfica, ministrado pelo crítico de cinema Pablo Villaça, há doze anos integra o coral gospel Kerygma da Igreja Batista da Lagoinha.




One Comment


  1. Ótimo resumo da vida da atriz, Flávio. Não é fácil escrever sucintamente sobre um ícone do cinema. Ela se reinventou e administrou muito bem sua carreira, mesmo tendo amargado algumas produções B.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *