Em Destaque

outubro 16th, 2018

Olhar Cinéfilo — Histórias Cruzadas

More articles by »
Written by: Flávio Junio
Tags:,
"THE HELP"

TH-076R

Minny Jackson (Octavia Spencer, left) shares a laugh with her best friend Aibileen Clark (Academy Award¨ nominee Viola Davis, right), in DreamWorks PicturesÕ inspiring drama, ÒThe Help,Ó based on the New York Times best-selling novel by Kathryn Stockett. ÒThe HelpÓ is written for the screen and directed by Tate Taylor, with Brunson Green, Chris Columbus and Michael Barnathan producing.

Ph: Dale Robinette

©DreamWorks II Distribution Co., LLC. ÊAll Rights Reserved.

Baseado no romance de Kathryn Stockett, Histórias cruzadas, The Help nos EUA, é um filme marcado pela cruel realidade do preconceito racial nos anos 60 no Mississipi. Uma jovem branca, recém formada em jornalismo, retorna à sua cidade natal almejando ser escritora e recebe como tarefa de seu primeiro emprego responder cartas de leitoras sobre afazeres domésticos. Como esta não era uma atividade familiar a ela, decidiu entrevistar a empregada doméstica de sua amiga e percebeu que havia algo mais interessante a se escrever. As empregadas negras da época deixavam seus filhos em casa para cuidar dos filhos dos brancos da alta sociedade e não os viam crescer. Eram submetidas a humilhação, racismo, baixa remuneração e nem mesmo  podiam usar o banheiro de seus empregadores, porque eram consideradas transmissoras de doenças infectocontagiosas.

193993-3707_Histórias-CruzadasSkeeter ( Emma Stone) , a jovem jornalista, escreve um livro com as entrevistas cedidas por Aibileen Clark ( Viola Davis) e pela amiga dela — Minny Jackson (Octavia Spencer, Oscar de Melhor atriz coadjuvante) , outra empregada humilhada por sua patroa. Com a repercussão do livro e os tristes casos relatados, incluindo assassinatos de negros, outras mulheres são encorajadas a também cederem seus relatos e contar tudo o que passaram nas mãos de suas patroas. Conseguem assim fazer com que a sociedade reflita sobre os direitos humanos e mude suas atitudes. A produção, dirigida por Tate Tayor, é muito interessante e se destaca principalmente pelo belo trabalho de suas intérpretes.  Vale a pena conferir!

Guilherme Merisio é engenheiro químico em Belo Horizonte. 





0 Comments


Be the first to comment!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *